Sistema de Suspensão Automotiva

suspensão automotiva rio

O sistema de suspensão automotiva é um mecanismo que liga as rodas ao chassi ou carroceria de um carro. Ele garante o contato dos pneus com o solo, além de absorver impactos sofridos pela roda. Isso faz com que quem esteja no carro tenha conforto sempre que utilizar o veículo, garantindo estabilidade e segurança.

A suspensão do carro é composta por muitos componentes que afetam o comportamento do veículo em diversos aspectos. Existem vários tipos de suspensão, já que são desenvolvidos para diferentes tipos de carro; contudo, há componentes comuns entre eles, que variam na forma das peças e na quantidade envolvida.

Para que serve cada peça?

  • Pneu: Como o que define a suspensão é manter as rodas em contato com o solo, o pneu é uma parte vital da mesma. Eles são constituídos principalmente de borracha e parte da sua função é absorver impacto do solo, ajudando os amortecedores e as molas. É importante sempre pensar nas condições dos pneus, pois eles interferem diretamente na condução estabilidade do veículo.
  • Amortecedor: De todos os elementos constituintes da suspensão automóvel, os amortecedores são os que mais se distinguem, pois a sua principal função consiste em amortecer as vibrações do chassi e das rodas, absorvendo impactos e mantendo um contato permanente entre as rodas e a estrada. Ele diminui o tempo de oscilação da mola, controlando seu movimento e se tornando fundamental para o conforto no veículo, já que sem isto, haveria oscilações a todo momento.
  • Molas: Elas são feitas de aço e muito flexíveis. Sua função é, assim com o amortecedor, absorver irregularidades do chão para garantir conforto e estabilidade. Elas também sustentam o peso do veículo e mantém a carroceria distante das rodas, para que os pneus não raspem na caixa de roda.
  • Braço Oscilante ou Bandeja de Suspensão: Ele é responsável por ligar a coluna (onde estão o amortecedor, mola, e outras peças) ao chassi do veículo. Ele é o ponto de apoio inferior para a suspensão executar seu movimento de subida e descida.
  • Buchas de Borracha: São responsáveis por impedir o atrito de ferro com ferro. Além disso, permitem que a bandeja de suspensão se mova sem gerar ruído. Sendo de borracha, é comum se desgastar rápido, principalmente se o motor tiver algum vazamento de óleo que passe por elas.
  • Pivô ou Junta Esférica: É responsável por fazer com que a coluna da suspensão gire em torno do seu próprio eixo, permitindo que a caixa de direção empurre as rodas e execute manobras de direção. O defeito mais comum do pivô é a folga, que pode ser identificada no alinhamento.
  • Coxim: O coxim do amortecedor é uma peça de metal revestida por uma borracha. Ele fixa o amortecedor no monobloco, e recebe os impactos do mesmo. Além disso, permite que a coluna da suspensão rotacione com o movimento do volante. Por ser feito de borracha, ele facilmente passa por desgastes e pode produzir barulho ao passar em buracos.
  • Barra Estabilizadora: Essa peça liga as duas colunas de suspensão, permitindo uma maior estabilidade, além de transferir igualmente a força entre as rodas. Ela é fixada na carroceria com o auxílio de buchas, e as colunas são ligadas a elas por meio de bieletas.

Sintomas de problemas

Podem haver vários indícios que seu veículo está com problema no sistema de suspensão, indo de pequenos desgastes a instâncias mais aparentes. Algumas delas são:

  • Descontrole conduzindo o carro, com o volante não obedecendo aos comandos do motorista;
  • Trepidação ao passar por cima de lombadas;
  • Desgaste irregular ou precoce dos pneus;
  • Ruídos incomuns;
  • Vazamento nos amortecedores, perceptíveis com marcas de óleo no chão. Se elas aparecerem juntamente com sinais de alteração na suspensão, há mais chance do problema ser no amortecedor do que ser outro vazamento.

 

Importância da manutenção

Para evitar alguns desgastes, pode ser feita uma manutenção preventiva no sistema de suspensão. Aqui vão algumas coisas que ajudarão seu carro a ficar sempre na melhor forma!

  • Fazer o alinhamento do carro a cada 10.000km rodados, pois ele ajuda a manter os pneus conservados. Para saber mais sobre, confira nossa página;
  • Verificação da suspensão a cada 10.000km rodados, para conferir a necessidade de substituição de peças e o desgaste;
  • Inspeção da roda para procurar por folgas;
  • Verificar vazamento do óleo do amortecedor;
  • Evitar estradas esburacadas e passar devagar por buracos;
  • Não exceder a carga útil do veículo;
  • Lavar o assoalho do carro depois de rodar em estradas de terra, evitando produtos que podem agredir partes de borracha, assim como derivados de petróleo.

Pode contar com a ABC

A ABC Pneus está presente em várias localidades do Rio de Janeiro (2 lojas em Campo Grande, Méier, Ilha do Governador e Santa Cruz). Prestamos um serviço de qualidade sempre que você precisar, e oferecemos aos clientes um check-up geral da suspensão de seu veículo, verificando amortecedores, eixos, molas, rolamentos, pivôs, terminais, juntas, coxins, bandejas, batentes e buchas.

Caso essas peças apresentarem folgas ou estiverem sem ação, o conforto, estabilidade e segurança do seu automóvel acabam prejudicados. Fique atento aos desgastes do sistema de suspensão, e se percebê-los, não espere e vá até uma de nossas lojas para manter o seu carro longe de problemas.

Área de abrangência: Rio